Nunca houve tanta vontade de congregar. Após quase 1 mês sem irmos a igreja, o que mais esperamos é podermos ver nossos irmãos, dar aquele abraço apertado e dividir a vida.

Em Atos 2, vemos o efeito da primeira pregação de Pedro. Cerca de 3 mil pessoas se converteram e começaram essa instituição que temos até hoje. Eles gostavam muito de estar juntos, comer juntos e viver tudo aquilo que Deus estava preparando.

Mas o que houve de lá pra ca? Porque o significado hoje tem sido tão deturpado? Porque as pessoas se intitulam igreja mas preferem estar só? Porque precisa uma proibição para que as pessoas queiram viver em comunhão? A igreja é ser mesmo? Ou a igreja é estar?

Em Efésios 5:23 vemos com clareza o apostolo Paulo definindo a igreja como corpo de Cristo (noiva em Ap 19:7) e o relacionamento entre esse corpo e o Cabeça. A igreja é a união dos salvos em Cristo, para glorificação do Pai. Entendendo que a igreja é a união dos salvos, podemos perceber a importância de estarmos juntos.

Se igreja não é ser e nem estar, o que é?

Igreja não é ser, porque ninguém o é só. Igreja não é estar, porque a instituição é válida e útil, mas o que conta é a comunhão dos salvos. Isto pode ser em qualquer lugar. Igreja é sermos. É o coletivo. Ninguém é igreja sozinho. Se alguém julga ser igreja mas não busca a comunhão do seu próximo, este não tem o mesmo Espirito Santo que os demais. Igreja é sermos porque já somos corpo. E se somos corpo, não viveremos só, antes, precisando dos irmãos, contaremos com eles nas mais variadas horas.

Entregamos nossa vida a Deus e esperamos com paciência o dia que nos buscará e viveremos pra sempre com Ele. Mas não viveremos sós com Ele. Viveremos com a igreja universal de Cristo. Todos aqueles salvos durante o tempo que foi permitido. Se alguém não quer viver em comunhão aqui, porque vai querer viver lá?

Que estes tempos difíceis de pandemia e crise financeira nos mostre o verdadeiro valor de estarmos presente em comunhão com cada irmão que faz parte desse corpo. Que possamos trabalhar cada vez mais buscando o aumento do Reino aqui. Que esse corpo possa crescer substancialmente. Hoje temos todas as ferramentas que precisamos para fazer isso. Que Deus nos abençoe e guarde. Que nos inspire a nos empenharmos mais e mais na Sua obra. Confiantes de que tudo Ele já tem suprido, aguardamos a Sua mão tirar esse vírus de nossa terra para que voltemos a ser Igreja tal como deve ser.

Caio Cesar – IB Nova Esperança de Paulínia-SP – JUBACAD/JUBESP